Correio do Minho

Braga,

- +
Requalificações pretendem mais interacção com visitantes
Gala do Desporto da Póvoa de Lanhoso enalteceu mérito e excelência dos atletas

Requalificações pretendem mais interacção com visitantes

António Salvador: “Há menos de um mês estávamos deprimidos”

Requalificações pretendem mais interacção com visitantes

Braga

2019-12-16 às 06h00

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Confraria de Nossa Senhora do Sameiro apresentou ontem novidades do plano de requalificação do espaço envolvente à basílica. Presidente acredita que se vai conseguir mais interacção dos visitantes.

Sete novos canteiros, a coroa de Nossa Senhora colocada num pedestal, um novo anjo em frente à fachada da basílica e a palavra ‘Sameiro’ para identificar o local e os visitantes tirarem fotografias são as novidades apresentadas ontem pelo presidente da Confraria de Nossa Senhora do Sameiro. O cónego José Paulo Abreu acredita que, aos poucos, a confraria tem vindo “a harmonizar, hierarquizar e organizar” o acesso ao templo. “Com estas novas requalificações queremos uma maior interacção com os visitantes”, confidenciou.

Logo a preparar o percurso mariano para entrar no templo foram colocadas sete novas floreiras, tendo uma letra cada uma. “Do zimbório conseguimos ler a palavra ‘Sameiro’ iluminada”, contou o presidente da confraria, referindo ainda a criação, neste enquadramento, de um pedestal onde foi colocada a coroa de Nossa Senhora. “Esta base fornece ainda informações aos visitantes, nomeadamente a data de 1854, em que o Papa Pio IX proclamou o dogma da Imaculada Conceição, a data da comemoração do cinquentenário, em 1904, quando foi feita a coroa em ouro para a Nossa Senhora, que teve o contributo da rainha D. Amélia, e ainda a data de 1954, da celebração do centenário do dogma”, explicou o cónego.

As requalificações continuam em frente à basílica com a colocação de um novo anjo. “Ali tínhamos um anjo do lado direito e do lado esquerdo existia apenas uma base e achamos que era altura, neste mandato, de completar aquela obra. Por isso, colocamos um novo anjo do lado esquerdo”, anunciou ainda o presidente.
Por último, a colocação das letras ‘Sameiro’, mesmo em frente à fachada principal da basílica. E na hora que estavam a ser colocadas as letras não faltaram, de imediato, visitantes a tirar fotografias, por isso, o presidente acredita nas muitas partilhas de fotografias da basílica nas redes sociais, defendendo “o efeito atractivo e forte” daquelas letras.

As letras destacam-se, de imediato pela coroa (a ‘pinta’ do ‘i’), que personaliza as sete alegrias de Nossa Senhoras (Anunciação do arcanjo de Gabriel a Nossa Senhora, a Visitação de Nossa Senhora à prima Santa Isabel, o Nascimento de Jesus, a Adoração dos Reis Magos, o Encontro do Menino no templo, a Ressurreição e a Assunção e coração de Nossa Senhora no céu). A explicação dada pelo arquitecto Gerardo Esteves foi mais longe ao admitir que se pretendeu “trazer essa alegria para as pessoas, tentando tornar a palavra ‘Sameiro’ mais dinâmica, mais instrutiva, mais pedagógica e mais catequética”. Entretanto o ‘i’ surge em forma de vela, destacando-se por uma cor e volumetria diferentes das restantes letras.

E o arquitecto continuou: “não é por acaso que o design das letras tem um desenho específico. As letras ‘A’ e ‘M’ estão associadas ao monograma de Maria. Depois temos três letras fundidas numa só sendo que o ‘E’ está virado ao contrário, passando a ideia de que as pessoas ao virem ao Sameiro visitar a Mãe acabam por ser mudados e transformados”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.