Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Ricardo Rio quer um “voto de confiança”
Valença: Carpinteira promete “determinação, experiência e capacidade de diálogo”

Ricardo Rio quer um “voto de confiança”

Toque na curva afasta Gabriela de prova

Ricardo Rio quer um “voto de confiança”

Braga

2021-09-20 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Recandidato a terceiro mandato na Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, em comício, evita vitórias antecipadas.

O actual presidente da Câmara Municipal de Braga e recandidato a um terceiro mandato quer “um voto de confiança” para os próximos quatro anos. Ricardo Rio avisou os apoiantes da coligação ‘Juntos por Braga’, ontem à tarde, num comício realizado na Avenida Central, que “as vitórias só se conquistam no dia das eleições com o voto”.
Com o alerta de que “não há vitírias antecipadas”, o recandidato à presidência da Câmara Municipal elencou algumas das propostas do seu programa eleitoral, com destaque para a rentabilização do estádio municipal e a concretização do Parque das Sete Fontes e do Parque Central.

A aposta na Cultura, com a candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultural 2027, foi outro objectivo apresentado num palco onde estiveram os candidatos aos órgãos autárquicos pela coligação que junta PSD,?CDS, PPM e Partido Aliança.
Segundo Ricardo Rio, o Centro Cultural Francisco Sanches e o Centro Media Arts do S. Geraldo serão realidades no próximo mandato autárquico, prometendo também deixar como “legado para o futuro” o teatro romano da Cividade, a musealização das ruínas das Carvalheiras e a reabilitação do Convento de S. Francisco.
Do mandato que agora termina, o presidente da Câmara Municipal destacou investimentos na ordem dos 50 milhões de euros nas freguesias e o apoio dado durante a pandemia, nomeadamente a compra de computadores para o ensino à distância no valor de quase um milhão de euros.

“Braga transformou-se num dos grandes centros empresariais do país”, relevou Ricardo Rio, assumindo que a autarquia esteve “sempre ao lado de quem mais precisava”.
Acrescentou que a “Braga de portas abertas ao mundo continua a crescer” e que a coligação que lidera cumpriu “grande parte dos seus compromissos”, nomeadamente e ampliação e requalificação do Parque da Rodovia, do ex-Parque de Exposições e do Mercado Municipal, a par de uma renovada Pousada da Juventude.
Mas Ricardo Rio assumiu que “muito ainda está por fazer”, pelo que pede aos bracarenses, “não apenas um voto de reconhecimento, mas um voto de confiança para os próximos quatro anos.”

Do que falta fazer, apontou a remodelação do Nó de Infias, a construção da estrada variante do Cávado e uma “revolução” nos transportes com a implementação do ‘Metrobus’.
Para além de Ricardo Rio, apenas a recandidata à presidência da Assembleia Municipal de Braga, Hortense Santos, interveio no comício de ontem à tarde.
Professora e directora de um agrupamento de escolas, a cabeças de lista destacou o investimento feito pelo Município de Braga no sector da Educação nos últimos oito anos.
Para o novo mandato autárquico, a presidente da Assembleia Municipal reclamou a melhoria das condições de trabalho do órgão autárquico deliberativo e o reforço dos canais de comunicação com a comunidade.
Prometeu continuar com reuniões descentralizadas da Assembleia Municipal nas freguesias.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho