Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Rio reclama competências e recursos para reforçar dimensão social
Vila Verde vai ser dotado de novo Centro Urbano

Rio reclama competências e recursos para reforçar dimensão social

Santuário da Senhora da Abadia recupera esplendor de outros tempos

Rio reclama competências e recursos para reforçar dimensão social

Braga

2021-05-07 às 06h00

Redacção Redacção

Autarca defendeu que é necessária “uma efectiva descentralização de competências e acesso a investimentos” para reforçar a dimensão social nas agendas verdes e digitais da União Europeia.

Ricardo Rio defendeu ontem que “é fundamental as ‘autoridades locais estarem munidas das competências e recursos necessários’ para reforçar a dimensão social nas agendas verdes e digitais da União Europeia”.
O presidente da Câmara de Braga falava na ‘Cities Social Summit’, um evento digital da EUROCITIES dedicado às temáticas dos direitos sociais e da recuperação inclusiva na União Europeia.
“É necessária uma efectiva descentralização de competências e acesso a investimentos para que possamos atingir os objectivos, devendo os Objectivos do Desenvolvimento Sustentável assumir um papel de relevo no processo de monitorização e alocação desses mesmos recursos. Nos Planos de Recuperação e Resiliência (PRR) as cidades têm sido ouvidas, mas não tidas em conta, e esse é um factor de temos de corrigir no futuro para conseguirmos uma recuperação justa, sustentável e inclusiva”, afirmou o autarca bracarense.
Segundo Rio, há uma ligação inevitável entre os assuntos sociais e a sustentabilidade e a recuperação económica: “Para termos sucesso é necessário um modelo de governança multinível que envolva as diversas instituições ao nível europeu, nacional e local, assim como a sociedade civil. Isso é algo que temos desenvolvido em Braga e que deve ser replicado a nível europeu”.
O edil enfatizou ainda a importância de elencar objectivos específicos, nomeadamente a erradicação da situação de sem- -abrigo até 2030, a garantia de cuidados aos idosos, o acesso à saúde, a valorização do talento e da formação dos jovens, numa perspectiva intergeracional, e a integração da comunidade na gestão do espaço público.
Esta iniciativa, que contou com a presença, entre outros, dos presidentes das Câmaras das cidades de Barcelona, Florença, Roterdão, Porto, Munique, Glasgow e Paris, permitiu desenvolver um diálogo político directo, ao mais alto nível, entre os líderes das Cidades com representantes da União Europeia com vista ao fortalecimento dos investimentos sociais nos planos de recuperação a nível local, nacional e europeu.
Nesta iniciativa, as cidades reafirmaram o compromisso de serem parceiras na nova agenda social da União Europeia para uma recuperação inclusiva, resiliente e sustentável na Europa.
O Presidente da Eurocities apresentará esta mensagem aos líderes nacionais na Cimeira Social da União Europeia, que decorre até hoje, no Porto.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho