Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Rúben Amorim: “Preparados para todos os cenários”
Vizela avança com criação de ciclovia

Rúben Amorim: “Preparados para todos os cenários”

UMinho substitui senhas da cantina por app

Rúben Amorim: “Preparados para todos os cenários”

Desporto

2020-01-12 às 06h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

Rúben Amorim reconheceu as qualidades da equipa do Tondela, admitindo que vai criar dificuldades aos bracarenses, mas lembrou que o SC Braga só tem que se focar na sua própria ideia, afirmando que a equipa está preparada para o que vai encontrar.

Uma equipa preparada para todos os cenários que poderão surgir pela frente. É esta a promessa de Rúben Amorim para o jogo desta noite, em que o Sporting Clube de Braga recebe o Tondela, partida a contar para a 16.ª jornada da I Liga e na qual os bracarenses querem dar continuidade à goleada conquistada no primeiro duelo de 2020.

“O Tondela é a terceira melhor equipa fora na Liga. É uma excelente equipa, na fase de construção existe ali uma ideia definida e vai criar-nos dificuldades. É um conjunto que joga em vários sistemas e preparámo-nos para todos os cenários”, considerou o treinador, para logo revelar que, no entanto, o seu principal foco, e o da sua equipa, é nas ideias que quer implementar.
Os minhotos vêm de uma goleada fora, diante do Belenenses SAD (7-1), um jogo que marcou a estreia de Rúben Amorim no cargo e também de um novo sistema táctico, um 3x4x3 com algumas variações.
Quanto a esse sistema, Rúben Amorim é claro ao afirmar que consoante as outras equipas vão conhecendo melhor este seu SC Braga, mais difícil será jogar dessa forma, mas que o importante é conseguir impor essa forma de jogar, seja ou não conhecida pelos adversários.

“É como outro sistema qualquer, agora vai ser diferente porque as equipas vão começar a conhecer esse sistema, as referências dos nossos posicionamentos. Vai ser mais difícil, se o jogo fosse hoje com o Belenenses SAD iríamos ter outros problemas, foi um dia perfeito, em que tudo correu bem e os jogadores sabem perfeitamente disso”, afirmou o técnico que logo depois desvalorizou um pouco a importância da goleada conquistada no último jogo: “foram três pontos e, se para qualquer equipa da I Liga, uma vitória tem que ser encarada com naturalidade, num clube como o Braga tem que ser o dia-a-dia”.
Apesar de tudo, o treinador lembrou que há ainda muito trabalho pela frente e situações que têm que ser melhoradas como certos movimentos defensivos, a intensidade na recuperação da bola, o entendimento do jogo em determinados momentos e a própria finalização.

“Temos uma equipa B, queremos equilibrar o número para criar competitividade”

Questionado sobre possíveis mudanças e ajustes no plantel dos Guerreiros do Minho, Rúben Amorim não falou em contratações e na necessidade do SC Braga ir ao mercado de transferências, uma vez que possui equipas de outros escalões (formações B e sub-23) que têm jogadores válidos e com valor para assegurarem o equilíbrio do plantel e a manutenção da qualidade do mesmo.
O treinador disse mesmo que prefere recrutar na equipa B do que contratar algum jogador nesta reabertura do mercado, “porque é difícil manter a motivação quando nunca se entra nas contas”. Rúben Amorim admitiu ainda que existe, neste momento, algum desequilíbrio no actual plantel arsenalista, até porque não foi construído à sua imagem. Aliás, não tinha também sido construído, desde a preparação desta época, pelo anterior técnico. “É sempre diferente quando se faz uma pré-época e cada treinador tem a sua ideia” referiu o treinador, acrescentando que, no mês de Janeiro, não haja entradas, “a não ser que haja oportunidade de negócio”.

“A minha ideia é não ter ninguém, temos uma equipa B, queremos equilibrar o número para criar competitividade em todos os treinos, todos têm que se sentir úteis. Ao aumentar a qualidade do treino vamos aumentar a qualidade do jogo. Quero jogadores felizes, porque é difícil a um jogador manter a motivação quando nunca entra nas contas. Prefiro arriscar e ir buscar um jogador à equipa B do que deixar um jogador infeliz no plantel”, explicou.
Rúben Amorim disse ainda “não ter dificuldades nenhumas em tomar decisões”, apresentando como “a maior prova disso” a situação de Eduardo, que jogou consigo na selecção e no Benfica, e que, no último jogo, foi para a bancada.“Fui claro quando falei com o grupo de que a minha ideia não é recompensar quem não trabalha porque não está satisfeito com as escolhas”

Galeno e André Horta de regresso aos convocados


Os regressos do médio André Horta e do extremo Galeno são as grandes novidades na lista de convocados do Sporting Clube de Braga, tendo em vista o jogo desta noite, a partir das 20 horas, a recepção ao Tondela a contar para a 16.ª jornada da I Liga.
A lista elaborada pelo treinador, a segunda na era Rúben Amorim na liderança do comando técnico dos Guerreiros do Minho, conta com a presença dos dois jogadores que tinham falhado a estreia em 2020, com uma goleada aplicada ao Belenenses SAD, por 7-1, devido a lesão e também por opção. André Horta tinha ficado de fora, por opção técnica, ao contrário de Galeno, que não fez parte dos jogadores que se deslocaram ao Estádio Nacional da Jamor, por estar ainda a recuperar de uma lesão.
Os dois foram agora chamados, assim como o defesa central Pablo, sendo de destacar as saídas de Nuno Sequeira, que se vê agora a trabalhar para debelar uma contusão na perna esquerda, mas também do central Wallace, do médio João Novais e do guarda-redes Tiago Sá.

A lista dos 18 jogadores convocados por Rúben Amorim para a partida desta tarde é a seguinte:
Guarda-redes - Matheus e Eduardo
Defesas - Esgaio, Bruno Viana, Tormena, Murilo, Raul Silva e Pablo
Médios - Palhinha, Fransérgio, André Horta e Xadas
Avançados - Galeno, Ricardo Horta, Paulinho, Trincão, Rui Fonte e Wilson Eduardo

Do lado do Tondela, destaque para a contratação de João Pedro a título definitivo, ele que estava emprestado pelos norte americanos do LA Galaxy e fica agora em Tondela até Junho de 2022. No sentido contrário, o treinador Natxo González não poderá contar com Bruno Monteiro e Pedro Silva que abandonaram o clube.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho