Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Rui Massena apresenta-se a solo no Theatro Circo
Universidade do Minho com 14 infectados na comunidade académica

Rui Massena apresenta-se a solo no Theatro Circo

“Bienal tem sido uma rampa de lançamento para os jovens”

Rui Massena apresenta-se a solo no Theatro Circo

Braga

2020-09-24 às 21h21

Redacção Redacção

A vasta experiência musical de Rui Massena, que se traduz em três álbuns editados, o último dos quais – III – lançado no final de 2018 pela prestigiada Deutsche Grammophone, e concertos nas mais prestigiadas salas dentro e fora de portas, dá-lhe uma bagagem invejável e singular, que se traduz num fascinante universo de melodias.

Rui Massena, um dos maestros mais conhecidos portugueses, atua a solo no Theatro Circo, este sábado, dia 26 de setembro, pelas 21h30.

Fora de portas, foi maestro convidado principal da Orquestra Sinfónica de Roma, durante as temporadas 2009/2011. Pode atribuir-se-lhe também a proeza de te sido o primeiro Maestro Português a dirigir no Carnegie Hall em Nova Iorque (2007). Dois exemplos da sua capacidade de extravasar as nossas fronteiras. Por cá, embarcou de corpo e alma na aventura Expensive Soul Symphonic Experience, um espectáculo onde uma orquestra clássica encontrou espaço ao lado do moderno hip hop dos nortenhos Expensive Soul e que rendeu um DVD de sucesso (o mais vendido em Portugal em 2012).

Não faltam troféus a Rui Massena, aliás: a Academia de Artes e Ciências Brasil atribui-lhe em 2013 a Medalha de Mérito Cultural, tal como a sua cidade natal, Vila Nova de Gaia, que lhe entregou a Medalha de Ouro de Mérito Cultural e Científico. Já o festival Rose d’Or, em Berlim, em 2014, fez da sua série televisiva, “Música Maestro”, finalista na categoria de Artes, reconhecendo assim o seu enorme valor cultural. Estes prémios e distinções reconhecem, afinal de contas, um percurso rico, de total entrega à causa da música, um percurso que o viu a abraçar grandes causas e desafios – foi Director Artístico e Maestro Titular da Orquestra Clássica da Madeira entre 2000 e 2012 – e que lhe permitiu trabalhar com nomes tão sonantes como os de Guy Braustein, José Carreras, Ute Lemper, Wim Mertens, Ivan Lins, José Cura ou Mário Laginha e Bernardo Sassetti.

A vasta experiência musical de Rui Massena, que se traduz em três álbuns editados, o último dos quais – III – lançado no final de 2018 pela prestigiada Deutsche Grammophone, e concertos nas mais prestigiadas salas dentro e fora de portas, dá-lhe uma bagagem invejável e singular, que se traduz num fascinante universo de melodias.

Um palco, um piano, os novos temas e os sucessos inevitáveis para assistir na grande sala do Theatro Circo.

Últimos bilhetes podem ser adquiridos apenas na nossa bilheteira, a 20€(10€ c/ Cartão Quadrilátero).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho