Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Rui Morais alerta para risco de aumento do tarifário “por culpa” da ‘geringonça’
Futebol de praia: Jordan e Mano reforçam SC Braga

Rui Morais alerta para risco de aumento do tarifário “por culpa” da ‘geringonça’

Alto Minho aposta no turismo equestre

Rui Morais alerta para risco de aumento do tarifário “por culpa” da ‘geringonça’

Braga

2020-07-14 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Administrador da Agere já apelou aos grupos parlamentares para que seja revisto o aumento da TGR previsto para aplicar a partir de Setembro. Se avançar, os bracarenses podem ser confrontados com aumentos de 10% no tarifário que hoje é aplicado.

O administrador da Agere, Rui Morais, alertou ontem para o risco de, em Setembro, os bracarense serem confrontados com um aumento do tarifário devido a uma proposta do PAN que foi aprovada em Assembleia da República pelos partidos que forma “a chamada geringonça”.
Rui Morais explicou que a proposta em questão aumenta para o dobro uma taxa cobrada aos munícipes e que reverte directamente para a Agência Portuguesa do Ambiente”.
O administrador da Agere revelou ainda que escreveu uma carta a todos os grupos parlamentares, alertando-os para a situação e sensibilizando-os para as consequências do aumento para o dobro de uma taxa, numa altura em que as pessoas ainda estão a sofrer consequências da pandemia.
“A taxa actualmente é de 11 euros e em Setembro prevê-se que passe para 22 euros. Em Braga, estaremos a falar de mais certa de 10% do valor do tarifário que é hoje aplicado”, alertou.
O alerta de Rui Morais não é novo. Já no início de Junho, em declarações ao ‘Correio do Minho’, no âmbito do assinalar do Dia Mundial do Ambiente, o administrador da Agere alertava para o aumento de 100% para a Taxa de Gestão de Resíduos (TGR).
O agravamento da TGR foi aprovado em contexto do Orçamento do Estado para 2020, por proposta do PAN, passando dos actuais 11 euros por tonelada para 22 euros por tonelada de lixo depositado em aterro.
A situação de pandemia protelou o agravamento da taxa, mas se tudo se desenvolver como planeado a mesma deverá começar a ser actualizada em Setembro.
No entender de Rui Morais em vez de duplicar esta taxa, a aposta do Governo devia ser dirigida para a sensibilização da população para a separação dos resíduos, incentivando à reciclagem.
Noutro âmbito, respondendo à critica de Artur Feio, do PS, que acusou a Agere de não investir na renovação de condutas, sobretudo nas de fibrocimento, Rui Morais garantiu que nos últimos anos a empresa “tem investido centenas, senão milhões de euros na renovação de condutas, seja de água, seja de saneamento”.
Como prova dessa renovação de condutas, Morais refere a redução do rácio de água não facturada, pois a empresa deixou de registar perdas de 27% para verificar perdas de 11%.
“Esse investimento é realizado numa lógica de prioridades”, explicou o administrador, realçando que uma das prioridades é intervir sempre que a Câmara inicia obras de requalificação e pavimentação de estradas. “Aí temos de desalocar o nosso plano para fazer face a essa intervenção. Temos de mostrar aos munícipes que há coordenação nesses trabalhos para depois não estarmos a investir”, explicou.
Sobre a redução do tarifário reivindicada pelo PS, Morais explicou que é o lucro que permite à Agere prosseguir o investimento e que a redução do tarifário decorre à medida das possibilidades. E lembrou, a título de exemplo, que ainda em 2019 a Agere terminou um investimento de oito milhões de euros na recolha de lixo.
Morais revelou ainda que está marcada para hoje a reunião final com os sindicatos para acertar o acordo colectivo da empresa. “A Agere vai gastar 1.053.000 a mais todos os anos para pagar salários”, revelou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho