Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Saborear ‘Sandes de Pernil’ de olhos postos nas ruinas romanas
Ponte ganha parque inclusivo

Saborear ‘Sandes de Pernil’ de olhos postos nas ruinas romanas

Ponte de Lima requalifica do Campo dos Limianos

Saborear ‘Sandes de Pernil’ de olhos postos nas ruinas romanas

Economia

2020-09-20 às 08h03

Redacção Redacção

Localizado no número 142 da Rua D. Frei Caetano Brandão, na freguesia da Sé, a ‘Atípica - Oficina de Sabores’ conta com muitos turistas portugueses e estrangeiros, que ficam surpreendidos não só pela variedade e qualidade dos produtos, como também pela existência de ruínas um torreão da cidade romana de ‘Bracara Augusta’.

Saborear uma ‘Sandes de Pernil com Queijo da Serra’, acompanhada de um copo de vinho ‘Terras de Amares’ e apreciar os vestígios de uma muralha romana, é a proposta de ‘Atípica - Oficina de Sabores’ para a sexta edição do ‘Verde Cool’.
“A ‘Sandes de Pernil com Queijo da Serra’ é já um petisco que temos aqui fixo. ‘Terras de Amares’ é o vinho que combina muito bem com os petiscos”, disse Magui Fonseca, responsável pela cozinha de ‘Atípica’.

A carta dispõe ainda de outros pratos, como o ‘Polvo à Lagareiro’, a ‘Costeleta de Novilho, ‘Pataniscas com Arroz de Feijão’, ‘Bacalhau à Braga’, ‘Bacalhau com Broa’ e o ‘ex-libris’ da casa, o ‘Bacalhau Atípica’,
“É um bacalhau que, além das natas leva legumes e vai ao forno a gratinar, com queijo. É um bacalhau feito de uma forma especial, que tem tido muito sucesso”, explicou Magui Fonseca.
O cardápio completa-se com várias tábuas mistas, de queijo, moelas, o cachorrinho ‘Atípica’ e a sandes de presunto.
Ao conforto do estômago junta-se a possibilidade de poder apreciar uma parte da história da cidade de Braga.

“Este espaço foi construído por cima de umas escavações romanas, que era um dos torreões de Bracara Augusta. Acabou por se pôr um vidro por cima dessas ruínas e temos a visão para as ruínas, que ficam debaixo dos nossos pés. É um restaurante e um bocadinho museu”, frisou Magui Fonseca.
A responsável pela cozinha de ‘Atípica’ acrescentou que quem visita o espaço fica surpreendido com as ruínas. “As pessoas gostam muito e os turistas adoram. As pessoas encaram muito bem a visibilidade das ruínas e adoram, porque é um espaço diferente”, lembrou Magui Fonseca.

Sobre a época de pandemia que estamos a atravessar, a responsável pela cozinha de ‘Atípica’ referiu que o espaço, existente ha quatro anos, reabriu depois de dois meses de portas fechadas, “com toda a segurança. Fazemos a higienização possível, que já tínhamos. O espaço está mais amplo e temos toda a segurança”.
O restaurante tem capacidade para 24 pessoas, mas se for necessário pode abrir uma sala disponível na cave, capaz de albergar famílias com 10 a 12 pessoas.
O ‘Verde Cool’ é uma iniciativa da Associação Comercial de Braga, em colaboração com o jornal ‘Correio do Minho’ e da Rádio Antena Minho’ (106 FM), e decorre até ao dia 4 de Outubro.
O petisco e o vinho verde podem ser degustados por 3,50 euros.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho