Correio do Minho

Braga,

- +
SASUM apostam na formação dos seus trabalhadores em tempos de pandemia
Refugiados da Síria e Iraque acolhidos em Fão

SASUM apostam na formação dos seus trabalhadores em tempos de pandemia

Freguesias de Viana do Castelo recebem 333.400 euros para equipamentos e mobilidade

SASUM apostam na formação dos seus trabalhadores em tempos de pandemia

Ensino

2021-02-27 às 23h23

Redacção Redacção

Ciclo de formações online abrangem trabalhadores do Departamento Alimentar e do Departamento de Desporto e Cultura

A suspensão das atividades letivas e de avaliação presenciais em toda a Universidade, motivada pela pandemia de Covid-19, e a consequente redução da atividade económica, obrigaram a alterações profundas na organização dos tempos e métodos de trabalho nos serviços prestados pelos Serviços de Acção Social da Universidade do Minho (SASUM).
Perante a nova realidade, tendo em consideração que muitos dos trabalhadores exercem funções incompatíveis com o regime de teletrabalho, os SASUM decidiram promover um programa de formação transversal “para reforçar as competências profissionais dos trabalhadores e contribuir para a sua valorização pessoal e estabilidade emocional, bem como para um quadro motivacional elevado”, referiu o Administrador dos SASUM, António Paisana, que esteve no arranque da iniciativa.
As formações arrancaram esta semana e prolongam-se até abril, nos campi de Gualtar e Azurém.
As formações são ministradas à distância pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e pela Promofitness, estando asseguradas, por outro lado, as sessões de valorização pessoal através da colaboração de docentes da Escola de Medicina e do Instituto de Educação da Universidade do Minho.
Nas pausas da manhã e da tarde, são facultadas aulas de ginástica laboral a todos os formandos, estimulando-se assim a prática de atividade física e comportamentos saudáveis.
Durante as próximas semanas serão várias as temáticas abordadas, não só diretamente relacionadas com o exercício de funções dos trabalhadores, como também conteúdos mais abrangentes e transversais com impacto noutras esferas das suas vidas, como sublinhou António Paisana: “neste momento difícil que todos estamos a viver, devemos encontrar oportunidades para capacitar os serviços e disponibilizar ferramentas aos trabalhadores para se sentirem mais motivados, não só nas suas tarefas diárias como na sua vida pessoal e familiar”.
Carla Sousa, assistente operacional num dos bares dos SASUM, considera que estas formações são “uma boa iniciativa”, por proporcionarem novas aprendizagens, manifestando especial agrado com a sessão sobre saúde mental e bem-estar: “não é normal termos este tipo de formações e achei muito importante trabalharmos a parte psicológica”. Também Armando Lobo, em funções no Restaurante Panorâmico, se mostrou bastante motivado com este ciclo de formações: “É sempre bom, sentimo-nos úteis, aprendemos sempre e valorizámo-nos”, disse.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho