Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Sector cervejeiro junta cidades de Braga e Niterói
“Ricardo Horta? foi o único jogador a quem liguei”

Sector cervejeiro junta cidades de Braga e Niterói

Vale do Ave como motor europeu de desenvolvimento industrial

Sector cervejeiro junta cidades de Braga e Niterói

Braga

2023-06-02 às 06h00

José Paulo Silva José Paulo Silva

Niterói Cervejeiro foi apresentado ontem em Braga. Sector da cerveja artesanal é visto como potenciador das relações entre as duas cidades.

Citação

A Prefeitura de Niterói, no Estado brasileiro do Rio de Janeiro, está apostada em fazer sair do papel o acordo de geminação celebrado o ano passado com o Município de Braga. Nesse sentido, promoveu ontem a apresentação do ‘Niterói Cervejeiro’, projecto que agrega 78 esta- belecimentos ligados à produção e distribuição de cerveja artesanal.
Igor Baldez, sub-secretário do Desenvolvimento Económico da Prefeitura de Niterói, participou na acção de promoção de ‘Niterói Cervejeiro’ e de uma das marcas locais de cerveja artesanal, convidando os seus congéneres de Braga a participar na festa da comunidade portuguesa naquela cidade, agendada para finais de Julho.

André Bento, presidente da Empresa de Lazer e Turismo de Niterói, relevou também a necessidade de concretizar a geminação com a cidade de Braga, nomeadamente a nível das relações empresariais.
Presente na apresentação de ‘Niterói Cervejeiro’ e da cerveja ‘Malteca’, o director geral da Associação Empresarial de Braga (AEB), Rui Marques, defendeu o reforço das relações entre Braga e Niterói.
“O aprofundamento das relações económicas faz-se com pequenos passos”, disse, apostando nas potencialidades da coo- peração entre empresas do sector cervejeiro artesanal, área que se encontra em crescendo na região minhota.

A cerveja ‘Malteca’ é uma das marcas que marca presença no ‘Hopen Beer Festival’, evento que decorre, de hoje até domingo, no Campo das Hortas, em Braga (ver caixa).
Tatiana Faustino, CEO da Cervela Malteca, anunciou ontem uma parceria com a cervejeira artesanal minhota ‘Letra’ para a produção de “cervejas colaborativas”.
Niterói foi uma das primeiras cidades do Brasil a instituir uma lei de licenciamento da actividade de microcervejarias e bares cervejeiros, a chamada ‘lei dos cervejeiros’, e instituiu um ‘selo cervejeiro”, o qual é concedido aos empreendimentos que respeitem os valores históricos, sociais, culturais e ambientais da cidade, adoptem práticas sustentáveis e participem em programas de capacitação e qualificação de profissionais do sector.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho