Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Sector dos stands e eventos necessita de ´clarificação urgente das normas de funcionamento´
Universidade Católica de Braga recebe selo de verificação ‘Covid Safe’

Sector dos stands e eventos necessita de ´clarificação urgente das normas de funcionamento´

Bienal de arte de Cerveira expõe em quatro pólos

Sector dos stands e eventos necessita de ´clarificação urgente das normas de funcionamento´

Braga

2020-07-13 às 19h19

Redacção Redacção

Empresas do sector representam centenas de postos de trabalho em Braga

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou hoje, dia 13 de Julho, numa visita às empresas Spormex e Multitendas, no seguimento de diversas solicitações recebidas por parte de empresários ligados ao sector da montagem de stands e eventos.

A convite do presidente da Câmara Municipal de Braga, os deputados à Assembleia da República eleitos pelo círculo eleitoral de Braga estiveram também presentes nesta visita a duas das empresas mais representativas do sector a nível local.

Como referiu o Edil, a actividade neste sector mantém-se genericamente interrompida no actual contexto de pandemia, sem que exista qualquer resposta específica ao nível dos apoios concedidos pelo Governo. “Esta é uma realidade que passa, por vezes, demasiado escondida. Tem-se falado de várias áreas que têm sentido dificuldade em retomar a sua actividade normal no decurso destas circunstâncias e, nesse contexto, é importante não esquecer o peso deste sector, ligado à realização de eventos, que representa, só no concelho de Braga, perto de 50 milhões de euros de facturação e centenas de postos de trabalho, divididos por uma panóplia de empresas com dimensões diversas, que estão praticamente inactivos”, afirmou, lembrando ainda que a nível nacional o sector representa cerca de 750 milhões de euros de facturação e um volume de mais de 100 mil empregos.

De acordo com Ricardo Rio, a prioridade passa pela clarificação urgente das normas de funcionamento para que os promotores de eventos possam ter maiores certezas na organização e os clientes se sintam seguros.

”Estamos a viver um período de dificuldade em que, além de procurar que exista alguma normalidade de funcionamento, temos de garantir a sustentabilidade e resiliência destas empresas face à sua importância estratégica. As medidas que podem ajudar a que isso aconteça são, na sua maioria, da esfera nacional. Do ponto de vista do território, tudo faremos para contribuir para a retoma da actividade e recuperação da confiança dos nossos cidadãos e de todos os que nos visitam, já que vários eventos estão precisamente associados a essa componente turística”, referiu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho