Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Sejam bravos, caros guerreiros!
Cabeleireiros e esteticistas revoltados com mais um encerramento de portas

Sejam bravos, caros guerreiros!

Vila Verde: Obras de alargamento da rede em Mós e Gondiães

Sejam bravos, caros guerreiros!

Desporto

2020-12-03 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

SC Braga joga hoje uma cartada que pode ser decisiva. Em caso de triunfo, apuramento para a próxima fase fica já garantido. Um empate ou derrota obriga a fazer contas e a estar atento ao que se passará na Ucrânia. Poucas dúvidas no onze inicial.

A partir das 17.55 horas de hoje, pede-se ao Sporting Clube de Braga que, quando pisar o relvado do Estádio Olímpico de Atenas, coloque também em campo todos os predicados que se lhe reconhecem, não só as qualidades técnico-tácticas dos seus jogadores e a audácia e o engenho do seu treinador, como também um enorme espírito de combatividade, próprio dos Guerreiros do Minho que, no páís do misticismo, quererão certamente contar com a ajuda dos deuses do futebol para levar de vencida a armda grega do AEK.
Ao conjunto orientado pelo italiano Massimo Carrera, e onde pontificam os portugueses Hélder Lopes, André Simões, Paulinho e Nélson Oliveira, qual- quer resultado que não o triunfo deixa os gregos fora da Liga Europa.
Já os arsenalistas, que entram em campo com mais quatro pontos que os helvéticos, sabem que, vencendo, se apuram automaticamente, mas têm ainda o conforto de poder, eventualmente, considerar um empate como um resultado positivo, isto se, no outro jogo do grupo, na Ucrânia, o Zorya não vencer o Leices- ter.
Carlos Carvalhal não deverá apresentar grandes alterações naquele que tem sido o onze-base dos guerreiros, primeiro porque as opções não são assim tantas e porque a importância do jogo assim o exige e, depois, porque, como mandam as regras da precaução, em equipa que ganha não se mexe, ou altera-se o mínimo possível.
No onze inicial que ao final da tarde de hoje vai defrontar o AEK, a maior dúvida reside no miolo, onde Al Musrati e Fransérgio lutam por um lugar ao lado de Castro.
O médio líbio está cada vez mais no ‘ponto de rebuçado’ e os golos marcados a Leicester e Farense, aliados à qualidade posicional, capacidade de passe e de equilíbrios que oferece à equipa, podem ser factores decisivos na hora de escolher quem vai assumir um papel de destaque na batuta do meio-campo.
Nos restantes sectores, não haverá grandes dúvidas.
Já do lado do conjunto grego, as dúvidas são maiores, essencialmente na defesa.
O latera-esquerdo Hélder Lopes e o defesa-central Chygrynskyi estão em dúvida para o jogo de hoje, pelo que, a confirmarem-se as duas ausências, Carrera terá, certamente, um sector recuado bem mais enfraquecido para tentar travar o dinamismo e a qualidade ofensiva dos arsenalistas, essencialmente pela ausência do central ucraniano, muito experiente e capaz de oferecer muita segurança atrás.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho