Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Seminário na Sé do Porto assinala 250 anos da morte de Nasoni
Valença Dá Mais Meios às Juntas de Freguesia

Seminário na Sé do Porto assinala 250 anos da morte de Nasoni

Vizela: Cantando Abril leva 600 alunos à Praça do Município

Seminário na Sé do Porto assinala 250 anos da morte de Nasoni

Nacional

2023-12-13 às 17h47

Redacção Redacção

Percurso do artista italiano vai ser abordado na sexta-feira, às 18 horas, por Giovanni Tedesco, da UMinho.

Citação

O professor Giovanni Tedesco, da Escola de Letras, Artes e Ciências Humanas da Universidade do Minho, profere a 15 de Dezembro, às 18 horas, na capela-mor da Sé do Porto, um seminário sobre a decoração a fresco daquele espaço realizada por Nicolau Nasoni. O evento evoca os 250 anos da morte deste artista italiano e tem a entrada livre. A organização cabe à UMinho, ao Cabido Portucalense e à Associação Dante Alighieri.

Giovanni Tedesco é doutorado em História de Arte com uma tese sobre Nasoni (1691-1773), que foi distinguida pela Irmandade dos Clérigos. O seu seminário vai repisar os primeiros passos de Nasoni em Portugal, vindo de Malta, mostrando também a sua linguagem quadraturista e as ligações com figuras na Invicta, que lhe deram trabalho e suporte para legitimar mais tarde a alcunha de "arquitecto do Porto".

De 2021 a 2023, o interior/exterior da capela-mor da Sé do Porto foi reabilitado para se valorizar a sua importância histórica, artística e cultural. As obras relativas à pintura mural levaram à descoberta de decorações atribuíveis a Nasoni, completando assim o percurso do artista transalpino. Esta intervenção recente foi dinamizada pelo Cabido Portucalense e supervisionada pela Direcção Regional de Cultura do Norte.

Nicolau Nasoni chegou ao Porto em 1725 e foi contratado como pintor/decorador pelo Cabido da Sé, onde fez os primeiros trabalhos. Seguiram-se obras barrocas icónicas como a Torre dos Clérigos (onde está sepultado), a fachada da Igreja da Misericórdia, o Palácio do Freixo e a Quinta da Prelada. Deixou ainda marca noutras cidades, como a fachada da Igreja do Bom Jesus (Matosinhos), o chafariz e escadaria do santuário da Sra. dos Remédios (Lamego) ou a parte central do Palácio de Mateus (Vila Real).

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho