Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
‘Subida Noturna à Santa Engrácia’ molhada é subida abençoada!
Sintomas Bar serve de ponto de encontro de várias gerações

‘Subida Noturna à Santa Engrácia’ molhada é subida abençoada!

Dr. House: o café que alia os bons petiscos à cultura e à arte

‘Subida Noturna à Santa Engrácia’ molhada é subida abençoada!

Desporto

2019-09-23 às 13h13

Redacção Redacção

As atividades arrancaram pelas 18h00, com uma das novidades da edição deste ano, a Missa e Bênção dos ciclistas. A partir das 19h, os participantes começaram a juntar-se nas imediações da EB1 de Gême para a partida. Acabaram por ser duplamente abençoados, já que jorrou água dos céus durante uma boa parte da prova. Cá de baixo, a iluminação da Capela de Santa Engrácia rompia o crepúsculo e pontuava cintilante no topo do monte à hora do arranque, pelas 20h.

S. Pedro resolveu abençoar a Subida Noturna à Santa Engrácia em Bicicleta 2019 com umas chuvadas, mas o mau tempo não afastou os participantes. Ontem (21 de setembro), mais de meia centena de ciclistas chegaram à freguesia de Gême – Vila Verde para pedalar monte acima. Apesar de a distância ser curta, 900m, as inclinações extremamente acentuadas (até 20%) ao longo do percurso e o facto de ser em contrarrelógio levaram os participantes a testar os seus limites em busca do melhor tempo. O primeiro lugar do pódio foi para Famalicão, tanto na prova masculina como na feminina. Nos homens, Carlos Santos venceu com o tempo de 3m59s. A medalha de prata foi conquistada pelo vilaverdense Abel Oliveira e o bronze foi para o atleta Fábio Martins. Nas senhoras, Daniela Pereira realizou o percurso em 5m25s e carimbou a medalha de ouro. Mónica Vale conquistou o segundo lugar do pódio feminino.

As atividades arrancaram pelas 18h00, com uma das novidades da edição deste ano, a Missa e Bênção dos ciclistas. A partir das 19h, os participantes começaram a juntar-se nas imediações da EB1 de Gême para a partida. Acabaram por ser duplamente abençoados, já que jorrou água dos céus durante uma boa parte da prova. Cá de baixo, a iluminação da Capela de Santa Engrácia rompia o crepúsculo e pontuava cintilante no topo do monte à hora do arranque, pelas 20h.

Após uma primeira volta de reconhecimento, começou a prova a doer. Os participantes saíram aos pares, com um minuto de intervalo para o par seguinte. Entre curvas apertadas e subidas de grande inclinação, pedalaram com bravura até ao cume, onde os esperava uma vista privilegiada para as paisagens da região. A competição ficou reservada para as bicicletas tradicionais, mas as bicicletas elétricas também marcaram presença em jeito de demonstração. No final, houve direito a um lanche/convívio. Estavam ainda previstas algumas atividades complementares para miúdos (insufláveis) e graúdos (zumba e beatcycle) que acabaram por não se realizar devido ao mau tempo.

A iniciativa foi organizada pela Junta de Freguesia de Gême e integrou a programação Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde. Apesar das condições climatéricas adversas, a organização faz um balanço muito positivo do evento. “Mesmo com chuva, tivemos cá bastantes atletas e correu tudo muito bem”, afirmou a presidente da Junta de Freguesia. Natália Carvalho vincou que a prova tem como principais objetivos incentivar a prática desportiva e divulgar a freguesia, metas amplamente alcançadas com uma iniciativa que atraiu participantes de toda a região.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.