Correio do Minho

Braga, sexta-feira

Sucesso do Plano Juncker reforça confiança na União Europeia
Duzentas crianças de Famalicão ilustram as “Aventuras de Dom Quixote de La Mancha”

Sucesso do Plano Juncker reforça confiança na União Europeia

Estudo sobre interações medicamentosas no tratamento do cancro colorretal premiado em Coimbra

Economia

2018-07-19 às 06h00

Redacção

José Manuel Fernandes salienta os resultados do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos. Face à evolução dos números, eurodeputado alerta que Portugal tem obrigação de fazer melhor.

O eurodeputado José Manuel Fernandes considera que os mais recentes dados sobre a execução do Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE) – o chamado ‘Plano Juncker’ – “reforçam a confiança na capacidade da União Europeia enquanto líder mundial para estimular o crescimento económico, reforçar a competitividade e a qualidade de vida dos cidadãos”.
Esta semana, o FEIE ultrapassou os 335 mil milhões de euros em investimentos apoiados. José Manuel Fernandes – que foi relator do actual FEIE e está agora nomeado para a negociação do no novo ‘Plano Juncker’, o InvestEU que entre 2021 e 2027 pretende mobilizar 650 mil milhões de euros – diz que se trata de “um sucesso” e “um estímulo para garantir o financiamento de recursos financeiros da UE no apoio ao investimento”.
“Os resultados demonstram que esta é a estratégia acerta- da para desbloquear obstáculos, sobretudo financeiros, às necessidades de investimento e capacidades empreendedoras de empresas e instituições europeias”, assume o eurodeputado e coordenador do PPE na comissão dos orçamentos do Parlamento Europeu.

Lançado em 2015, “numa altura em que o investimento na Europa estava muito parado, depois de tantos anos de crise”, o FEIE partiu com o objectivo de mobilizar um montante global de 315 mil milhões de euros até 2018. Entretanto, face ao sucesso do FEIE, o Parlamento e o Conselho aprovaram, em Dezembro de 2017, um novo regulamento que prolonga o ‘Plano Juncker’ até 2020 e com o objectivo de mobilizar 500 mil milhões de euros.
Face aos resultados já atingidos, José Manuel Fernandes entende que o balanço é extremamente positivo: “este fundo au- mentou o investimento e ajudou a criar emprego, ao mesmo tempo que manteve preocupações com a coesão e as regiões menos desenvolvidas da Europa”.

O eurodeputado sublinha o contributo do ‘Advisor Hub’, uma plataforma de aconselhamento que ajuda empresas e instituições a enquadrar o financiamento dos projectos, nomeada- mente os de menores capacidades técnica e financeira – um exemplo que defende “para ser seguido em Portugal e a favor de regiões menos desenvolvidas”.
Por outro lado, José Manuel Fernandes encara os resultados do FEIE como “um estímulo” e “um reforço de confiança” para as negociações do novo Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027, com particular destaque para o ‘InvestEU’, que dá continuidade ao ‘Plano Juncker’ e vem substituir todos os actuais instrumentos financeiros da UE.

O eurodeputado do PSD adianta que “o InvestEU será de utilização mais simples e constitui um reforço fortíssimo nos recursos financeiros da UE para a criação de emprego, apoio às empresas, promoção do empreendedorismo e da competitividade”.
O futuro programa terá quatro domínios de intervenção: Infraestruturas sustentáveis; Investigação, inovação e digitalização; PME e pequenas empresas de média capitalização; Investimento social e competências.
No que toca ao FEIE em vigor, em Portugal foram já mobilizados mais de seis mil milhões de euros em investimento e apoiados cerca de cinco mil pequenas e médias empresas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.