Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Taberna Gininha sabores de há 50 anos continuam a cativar clientes
Presépio Vivo de Priscos adiado para 2021

Taberna Gininha sabores de há 50 anos continuam a cativar clientes

Famalicão: Nova incubadora de empresas estimula a sustentabilidade

Taberna Gininha sabores de há 50 anos continuam a cativar clientes

Economia

2020-10-16 às 08h03

Redacção Redacção

A comida tradicional, com 50 anos de experiência da D. Gininha, continua a fazer as delícias dos clientes. O Cozido à Portuguesa, as Papas de Sarrabulho ou até mesmo o Arroz de Pica no Chão, continuam a ser os pratos mais pedidos pela clientela na Taberna Gininha.

“A D. Gininha é cozinheira desta casa há 50 anos e ainda mantém a tradição e a boa qualidade na confecção de todos os maravilhosos pratos que servimos”. A garantia é de José Vieira, proprietário da Taberna Gininha.
Com vontade de levar aos seus clientes e a todos quantos os visitam as melhores iguarias gastronómicas, a Taberna Gininha aproveita a iniciativa da ACB ‘Sugestões do Chef’ para dar a conhecer o Cozido à Portuguesa, rico exemplar da tradição da boa mesa nacional, que, em conjunto com o mítico Pudim Abade de Priscos, tudo acompanhado por um copo de vinho verde Vale do Homem, constitui a ementa sugerida nesta iniciataiva, disponível para provar até ao dia 31 deste mês.

“É um prato tradicional desta casa. Na altura em que se podia matar porcos no restaurante, já era uma casa tradicional do Cozido à Portuguesa. Agora tentamos manter a qualidade com boas carnes”, destacou José Vieira, garantindo que os produtos confeccionados são o mais naturais possível. “Utilizamos apenas produtos da zona e abastecemo-nos em talhos onde sabemos que a qualidade é aposta. Às vezes até vou buscar carnes a Montalegre, a produtores de porcos. Tentamos sempre arranjar carnes seleccionadas e de grande qualidade”. Para sobremesa e sempre com o intuito de deleitar os convivas, a Taberna Gininha mantém a aposta na tradição e serve uma generosa fatia de Pudim Abade de Priscos.

Além do Cozido à Portuguesa, a Taberna Gininha é também bem conhecida pelo seu Arroz de Pica no Chão (arroz de frango), pelas Papas de Sarrabulho com Rojões e Castanhas, pelo Cabrito Assado no Forno e também pelo Arroz de Pato à Moda Antiga. “Tudo confeccionado com carnes da melhor qualidade para servir aos nossos clientes que querem e merecem o melhor”, explicou José Vieira. A acompanhar há uma carta variada de vinhos, em especial de vinho verde, como é o caso do Vale do Homem, servido neste menu de degustação da iniciativa ‘Sugestões do Chef’. “É um vinho da nossa terra, de Vila Verde. É um vinho tradicional. Temos sempre bons vinhos e arranjamos sempre vinhos aqui da zona, que são muito bons”, frisou o proprietário da Taberna Gininha.

Com portas abertas há mais de 50 anos, a Taberna Gininha adaptou-se à realidade e fez um enorme esforço para ter todas as condições de segurança e higiene, para enfrentar a pandemia de Covid-19, pelo que “os clientes sabem que, na nossa casa, podem estar com toda a tranquilidade e segurança, porque vão ter a melhor qualidade e sempre com as melhores condições”.
A iniciativa ‘Sugestões do Chef’ decorre até ao dia 31 deste mês numa série de restaurantes aderentes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho