Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
‘Trashformaciones’ vence prémio que alia sustentabilidade e arte pública
Partido Os Verdes promoveu caminhada guiada pela Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos

‘Trashformaciones’ vence prémio que alia sustentabilidade e arte pública

Esposende regista este ano mais alunos inscritos

‘Trashformaciones’ vence prémio  que alia sustentabilidade e arte pública

Braga

2022-08-17 às 06h00

Redacção Redacção

‘PAEPS’ é a proposta artística que deu ao colectivo trashformaciones a vitória na 2.ª edição do Prémio Arte em Espaço Público & Sustentabilidade, uma iniciativa da zet gallery e do dst group, com o apoio do IB-S da Universidade do Minho.

Citação

O colectivo ‘trashformaciones’ é o grande vencedor da 2.ª edição do Prémio Arte em Espaço Público & Sustentabilidade, uma iniciativa promovida pela zet gallery e pelo grupo dst, com o apoio do IB-S da Universidade do Minho.
‘PAEPS’, uma instalação artística, foi a proposta eleita pelo júri que destaca “a reutilização de materiais previstos, a qualidade estética e o equilíbrio com o ecossistema do Parque das Camélias, ao mesmo tempo que traz vida ao lugar, não sendo de difícil produção e implementação”.
A obra será inaugurada em no mês de Outubro no Parque das Camélias, em Braga.
Esta foi mais uma iniciativa de apoio à criação e produção artística contemporânea no campo das artes plásticas e visuais, aliada aos conceitos de sustentabilidade e economia circular.
A iniciativa desafia a comunidade artística a criar uma obra de arte para o espaço público de Braga, a partir de resíduos industriais provenientes do campus do grupo dst, procurando fomentar a sustentabilidade através da economia circular, democratizar o acesso à arte e incentivar a criação artística contemporânea.
“Este prémio tem três princípios: o primeiro tem a ver com incentivar a criação artística. A zet gallery é cada vez mais, não apenas uma estrutura de programação, mas de incentivo à criação artística; em segundo lugar, pretendemos através da arte passar uma mensagem de reforço da economia circular e de que a sustentabilidade tem que fazer parte do nosso quotidiano; e, em terceiro, a importância da arte em espaço público para a democratização à obra de arte”, explicava Helena Mendes Pereira, directora da zet gallery, na apresentação desta segunda edição do prémio.
A primeira edição do prémio Arte em Espaço Público & Sustentabilidade realizou-se em 2020 e teve como vencedor o artista italiano Lorenzo Bordonaro e a obra ‘Refúgio’, cedida ao Município de Braga para usufruto público e que se encontra no Parque de Guadalupe, em São Victor.
Trata-se de uma intervenção artística que cruza as fronteiras da escultura e da arquitectura e oferece ao público um lugar de encontro com a arte, convidando-o ainda ao recolhimento e à meditação, uma vez que reinterpreta a forma clássica do claustro com jardim interior, modelo recorrente na arquitectura sacra europeia.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho