Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Tribunal Arbitral do Desporto suspende subida do FC Vizela à II Liga
“Através da cultura para todos criamos um acto de inclusão social”

Tribunal Arbitral do Desporto suspende subida do FC Vizela à II Liga

Festas de Nossa Senhora da Lapa vividas em formato digital

Tribunal Arbitral do Desporto suspende subida do FC Vizela à II Liga

Desporto

2020-07-29 às 06h00

Redacção Redacção

Federação portuguesa de futebol anunciou, ontem, que o TAD decidiu suspender as subidas do FC Vizela e Arouca à II Liga. Providência cautelar foi interposta pelo Olhanense, líder da Série D à data da interrupção do Campeonato de Portugal.

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) decidiu suspender as subidas de Vizela e Arouca à II Liga, anunciou, ontem, a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), que está a analisar a hipótese de interpor recurso.
“O Tribunal Arbitral do Desporto decidiu esta segunda-feira à noite decretar a providência cautelar de suspensão da eficácia da decisão de indicar para ascender à LigaPro, na época 2019/20, os clubes FC Vizela e FC Arouca”, refere a FFP em comunicado divulgado no site oficial.

A providência cautelar foi interposta pelo Olhanense, líder da Série D do Campeonato de Portugal à data da sua interrupção.
Segundo explica a FPF, a acção principal permanece em avaliação no TAD.
“A Federação Portuguesa de Futebol continua a defender o critério objectivo do mérito desportivo e as soluções que mais garantem a estabilidade e previsibilidade na organização das competições. A FPF irá analisar esta decisão e ponderar sobre soluções a adoptar, incluindo a de interpor recurso desta decisão para o tribunal administrativo competente”, acrescenta.

A FPF decidiu concluir de forma antecipada o Campeonato de Portugal, indicando para a promoção à II Liga Vizela e Arouca, os dois clubes com mais pontos à data da suspensão da prova, em Março, devido à pandemia Covid-19. Vizela (Série A, com 60 pontos), Arouca (B, com 58), Praiense (Série C, com 53 pontos) e Olhanense (D, com 57) eram os líderes na altura do cancelamento.

Já o Fafe, Lusitânia de Lourosa, Benfica e Castelo Branco e Real Massamá seguiam nas posições imediatas, de acesso aos play-offs de subida, com 52, 50, 42 e 57 pontos, respectivamente.
Os seis clubes têm contestado a decisão, defendendo que era possível disputarem os play-offs de acesso à II Liga.
O Campeonato de Portugal é composto por 72 clubes, dividido em quatro séries, cada uma com 18 equipas, sendo que os dois primeiros classificados de cada série são apurados para um play-off que determina a subida de dois clubes à II Liga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho