Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Três pontos começaram numa das balizas e acabaram na outra
Município de Vila Verde publica Calendário Solidário

Três pontos começaram numa das balizas e acabaram na outra

Duas residências em Famalicão alvo de furtos de luxo

Três pontos começaram numa das balizas e acabaram na outra

Desporto

2019-10-14 às 13h55

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

O Fafe conquistou a terceira vitória consecutiva no campeonato e a quarta contando com a Taça de Portugal. O Berço começou por falhar um penálti e depois viu Rúben Marques e Ferrinho resolverem.

O Fafe continua o seu percurso ascendente no Campeonato de Portugal e ontem confirmou-o com nova vitória - a terceira consecutiva . na recepção ao Berço. com um triunfo por duas bolas a zero. As coisas até poderiam ter começado mal, mas o guardião Pedro Freitas evitou que Remy festejasse da marca dos onze metros e depois, já na segunda parte, um belo golo de live de Rúben Marques e outro de Ferrinho, já perto do fim, confirmaram a conquista dos três pontos. O Berço já não vence desde Agosto para o campeonato.
James Arthur começou por dar o primeiro aviso, confirmando o ligeiro ascendente dos justiceiros nos primeiros minutos de jogo. Aos 26 minutos, o médio do Fafe atirou um remate forte, e fora da área, com a bola a passar bem perto do poste da baliza de João Ferreira.

Sacudiu depois a pressão a equipa do Berço e até dispoôs de uma clamorosa oportunidade para se colocar por cima do marcador, mas na baliza esteve um muro difícil de trasnpor.
Aos 30 minutos, Pitbull surgiu na cara do guarda-redes do Fafe, mas acabou travado por Ofori dentro da grande área. O árbitro da partida marcou penálti, mas na conversão Remy não foi astuto o suficiente e permitiu a defesa, mantendo-se o nulo no marcador na saída das equipas para o intervalo.
No segundo tempo o Fafe entrou mais forte e conseguiu chegar ao golo num momento de inspiração de Rúben Marques, que de livre directo descaído para o lado esquerdo aplicou um belo remate em arco, sem hipoteses para João Ferreira.

Até ao final, o Fafe apostou na segurança e gestão do jogo com bola, cabendo ao recém-entrado Ferrinho estabelecer o resultado final, à entrada para os últimos dez minutos de jogo.
Após um cruzamento de Nei da direita, Ferrinho surgiu ao segundo poste, fugindo à marcação do defesa contrário, com espaço para encostar a bola para o fundo das redes.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.