Correio do Minho

Braga, quarta-feira

UMinho reabilita e instala Unidade de Arqueologia no Convento de S. Francisco
Frota automóvel municipal de Viana do Castelo vai ser 100% eléctrica

UMinho reabilita e instala Unidade de Arqueologia no Convento de S. Francisco

Câmara de Braga cede terreno ao SC Braga por 75 anos para pavilhão Multiusos

Braga

2018-09-07 às 10h00

Isabel Vilhena

A reabilitação do Convento de S. Francisco integra um conjunto de projectos que a Universidade do Minho está a desenvolver em estreita ligação com a comunidade de antigos estudantes da instituição.

A Universidade do Minho (UMinho) vai avançar com o projecto de reabilitação do Convento de S. Francisco, onde irá instalar a Unidade de Arqueologia da UMinho.

Um projecto ambicioso que envolverá um investimento na ordem dos 3,5 milhões de euros e para concretizá-lo irá recorrer a fundos europeus, mais concretamente ao Norte 2020, e contará com o contributo de antigos alunos da Universidade do Minho, quer na elaboração, quer no apoio financeiro, através de mecenato.

“Intervenções deste tipo supõem a existência de um financiamento que é assegurado por programas europeus, mas que têm que ter cobertura das instituições nacionais”, disse, adiantando que, neste caso, a necessária comparticipação está já assegurada por “antigos alunos, que se disponibilizaram para participar através do mecenato”.

Este é um dos projectos de grande impacto social que a UMinho tem vindo a desenvolver em estreita colaboração com a comunidade de antigos alunos da UMinho. “Decidimos pensar um conjunto de projectos dotados de impacto social, procurando junto da comunidade de antigos estudantes, pessoas que se queiram juntar a nós não só para pensar esses projectos, como também para apoiar financeiramente esses mesmos projectos”, disse aos jornalistas o reitor da Universidade do Minho, Rui Vieira de Castro, apontando um conjunto de projectos de natureza científica, cultural e social que “marcassem o compromisso que a universidade tem com a sociedade”.
No domínio cultural, o Convento de S. Francisco é um dos grandes projectos que Rui Vieira de Castro quer lançar em breve. “Uma intervenção de recuperação de património, associando à recuperação desse património a instalação de uma das nossas unidades culturais naquele local, a Unidade de Arqueologia”, afirmou Rui Vieira de Castro”, acrescentando que “o projecto tem o apoio da Direcção Regional de Cultura do Norte e o nosso horizonte é que a candidatura aos fundos europeus venha a ser feita até ao final deste ano”.

O reitor reconheceu que este é um “projecto ambicioso de recuperação de edifícios” que, além de visar acolher a Uni- dade de Arqueologia da UMinho, vai permitir devolver “um espaço dignificado à comunidade”.
Quanto à instalação da Unidade de Arqueologia no antigo Convento de S. Francisco, Rui Vieira de Castro justifica “a história muito relevante da Unidade de Arqueologia na intervenção sobre processos de recuperação de património histórico e encontrará ali condições únicas de alojamento, num espaço que é ele próprio resultante da actividade de arqueologia”.
O Convento de S. Francisco é propriedade da Câmara Municipal de Braga, tendo sido cedido à UMinho em regime de comodato em 2016.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.