Correio do Minho

Braga,

- +
UMinho substitui senhas da cantina por app
Vizela: Aluno da escola EB 2/3 de Infias infectado com o vírus da Covid-19

UMinho substitui senhas da cantina por app

Viana: Recuperação do património deve ter programas de financiamento comunitário próprios

UMinho substitui senhas da cantina por app

Ensino

2020-06-02 às 08h03

Redacção Redacção

Um milhão de euros é o valor da candidatura liderada pelos Serviços de Acção Social da UMinho ao Programa Operacional de Capacitação e Eficiência de Recursos, que acaba de ser aprovada pela Agência da Modernização Administrativa.

As tradicionais senhas em papel utilizadas pelos estudantes, professores e restantes trabalhadores da Universidade do Minho para almoçar na cantina vão ser extintas brevemente e o processo passará a funcionar através de uma simples app. O objectivo é o da sustentabilidade e de uma maior eficiência do ponto de vista da gestão e organização.

Este é um de vários objectivos dos Serviços de Acção Social da UMinho (SASUM), que acabam de ver aprovada uma candidatura, no valor de um milhão de euros, num projecto do qual foram a entidade líder, mas no qual contaram com a parceria dos Serviços de Acção Social da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e com vista a aumentar a eficiência dos modelos de gestão internos das Instituições e, simultaneamente, promover a sustentabilidade em todos os processos produtivos e que obteve ‘luz verde’ por parte da Agência para a Modernização Administrativa.

A primeira aposta é precisamente na implementação de um processo de desmaterialização das senhas de cantina, através do desenvolvimento de uma aplicação móvel, de maneira a tornar o processo mais simples para toda a comunidade académica, tornando possível erradicar o papel, reduzir o desperdício alimentar e libertar trabalhadores para outras áreas de actuação de maior valor acrescentado.
Mas não só. O projecto prevê outras mudanças como o acesso digital às residências universitárias, uma nova plataforma de comunicação com os SASUM, a reformulação do processo logístico e, ainda, a desmaterialização de processos e procedimentos contabilístico-financeiros dos serviços.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho