Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Unidade de retaguarda para doentes Covid-19 reactivada no Sameiro
“Mais do que um território, nós somos um Povo”

Unidade de retaguarda para doentes Covid-19 reactivada no Sameiro

CIIES acolhe ensino artístico e especializado da dança em regime articulado

Unidade de retaguarda para doentes Covid-19 reactivada no Sameiro

Braga

2020-09-16 às 06h00

Marlene Cerqueira Marlene Cerqueira

Prevendo-se o agravamento da situação pandémica nas próximas semanas, foi anunciada a reactivação da unidade de reta-guarda para doentes Covid-19 e o reforço do apoio, em meios de protecção individual, às IPSS concelhias.

Prevendo-se o agravamento da situação pandémica ao longo das próximas semanas, o concelho de Braga tem já definidas algumas respostas concretas para ajudar a mitigar os efeitos da pandemia, concretamente a reactivação da unidade de retaguarda para pessoas infectadas, a reactivação de uma nova unidade para acolher população em situação de sem-abrigo e o reforço dos apoios, em meios de protecção individual, às IPSS do concelho.
Através de um vídeo que partilhou nas redes sociais, o presidente da câmara revela que ao longo das próximas semanas, numa parceria com a Arquidiocese de Braga, vai ser reactivada a unidade de retaguarda para doentes Covid-19 que não carecem de cuidados clínicos. Vai funcionar no Hotel João Paulo II, no Sameiro.
Além de uma nova unidade para a população sem-abrigo, o reforço no apoio às IPSS do concelho, “onde felizmente não tem existido a ocorrência de nenhum caso Covid-19 ao longo das últimas semanas”.
O edil alerta que nas próximas semanas “o contexto é necessariamente mais arriscado”, uma situação que se fica a dever “ao regresso às aulas, ao regresso de muitas pessoas que estavam de férias e à retoma das actividades desportivas”, mas também a factores inerentes ao clima e às condições favoráveis para a gripe sazonal. “São tudo situações que seguramente se irão agravar ao longo das próximas semanas, e o número de casos activos terá, por natureza, tendência para aumentar”, alerta o edil, realçando que a situação exige “que nós tenhamos respostas preparadas”. Essas respostas estão a ser preparadas num “trabalho de grande articulação” com o Hospital de Braga, o ACES, a Unidade de Saúde Pública, a Universidade do Minho, a Igreja, mas também juntas de freguesias e instituições sociais, “no fundo, com todos os que podem contribuir para que em diferentes contextos os riscos sejam minorados”, explica Rio.
O autarca dá ainda nota de que tem existido “um trabalho de articulação com os agrupamentos de escolas, os TUB e os equipamentos culturais, para que em tudo o que são actividades normais da nossa comunidade, os riscos sejam reduzidos ao mínimo”.
Na própria Câmara Municipal de Braga estão a ser criadas “condições de salvaguarda” para todos os profissionais, anunciando que ao longo das próximas semanas vão ser reforçadas as medidas preventivas na autarquia e em todo o universo municipal.
Ricardo Rio deixa ainda um apelo à responsabilidade de todos, lembrando que as situações de contágio que existem actualmente no concelho “não estão relacionadas com nenhum surto em particular”, mas “resultam de uma conduta um pouco mais displicente da generalidade dos cidadãos”. São, concretamente, situações que surgem em contextos familiares, de convívio em espaço público, que vão permitindo a propagação do contágio.
“É por isso que a responsabilidade de cada um é a primeira medida que todos devem adoptar para evitar o agravamento da situação ao longo das próximas semanas”, afirma o edil, apelando à utilização da máscara de protecção de forma generalizada, incluindo no espaço púbico, e ao cumprimento das regras recomendadas desde a primeira hora, nomeadamente a higienização frequente das mãos e o distanciamento social.
“É com sentimento de tranquilidade que devemos encarar esta realidade que se avizinha, mas sem que essa realidade se associe a qualquer tipo de incúria ou menor sentido de responsabilidade para com aquilo que cada um de nós deve fazer”, remata.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho