Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Urgências de ginecologia e obstetrícia abertas em Braga, Guimarães, Famalicão e Viana
Viana do Castelo: 24 anos a celebrar o cinema

Urgências de ginecologia e obstetrícia abertas em Braga, Guimarães, Famalicão e Viana

Executivo de Viana do Castelo acompanha obras na União de Freguesias de Torre e Vila Mou

Urgências de ginecologia e obstetrícia abertas em Braga, Guimarães, Famalicão e Viana

Nacional

2024-01-02 às 20h35

Redacção Redacção

A Direcção Executiva do Serviço Nacional de Saúde anuncia a operacionalidade de 43 serviços de urgência para grávidas, com 28 a funcionar ininterruptamente: 13 no Norte, sete no Centro, três na região de Lisboa e Vale do Tejo, três no Alentejo e pelo menos uma no Algarve.

Citação

De acordo com a Direcção Executiva do Serviço Nacional de Saúde, 43 serviços de urgência de ginecologia e obstetrícia vão encontrar-se operacionais nos primeiros meses do ano. No Minho, as grávidas vão ser atendidas em Braga, Viana do Castelo, Famalicão e Guimarães, de forma ininterrupta.

Das 28 urgências listadas pela DE-SNS, os ramos da ginecologia e obstetrícia repartem-se por todo o solo nacional, com particular destaque para o Norte, que manterá, de modo constante, as portas abertas de 13 urgências. No restante território, constam de sete no Centro, três na região de Lisboa e Vale do Tejo, três no Alentejo e pelo menos uma no Algarve.

Não obstante as adversidades e problemas que a entidade atravessou, a “rede do SNS funcionou e as soluções foram estabelecidas com segurança e qualidade”. Quanto às gestantes, o atendimento apresenta resultados positivos, assim como a quantidade de partos tidos como complexos, levados a cabo pelo SNS, exceptuando "algum caso pontual por deficiência na utilização do sistema".

Segundo os registos da DE-SNS, nasceram 60.613 bebés em praticamente todo o ano de 2023, mais 1.442 do que os apontados no ano anterior.

Tendo em conta a divulgação do plano estratégico, estipula-se o funcionamento ininterrupto dos blocos de partos da Unidade Local de Saúde (ULS) de São José e da ULS de Loures-Odivelas na Grande Lisboa.

O bloco de partos da ULS do Estuário do Tejo, ainda que com algumas alternâncias, vai estar encerrado aos fins-de-semana, de sexta-feira a domingo.

Devido às obras projectadas para o bloco de partos da ULS de Santa Maria, o mesmo vai estar fechado neste primeiro trimestre de 2024.

Relativamente ao bloco de partos da ULS de Lisboa Ocidental, este vai funcionar como serviço de urgência de ginecologia/obstetrícia, com atendimento a partir das 22 semanas de gestação.

Com algumas nuances em relação à ULS de Lisboa Ocidental, a ULS de Amadora/Sintra vai funcionar no período nocturno, durante todos os fins-de-semana.

Em Setúbal, o bloco de partos da ULS de Almada-Seixal permanecerá o fecho de portas aos fins-de-semana (sábado e domingo), ao contrário dos blocos de partos da ULS do Arco Ribeirinho e da ULS da Arrábida, que mantêm as suspensões temporárias e alternadas.

No que diz respeito aos blocos de partos da ULS da região de Leiria e da ULS Médio Tejo, estes vão continuar a encerrar aos fins-de-semana (de sexta-feira a domingo), nas semanas pares. Subsequentemente, o bloco de partos da ULS da Lezíria, como habitual, não actuará aos fins-de-semana, nas semanas ímpares.

O bloco de partos da ULS do Oeste também estará ausente dos seus serviços aos fins-de-semana (de sexta-feira a domingo).

No Norte do país, vão estar operacionais as urgências de Viana do Castelo, Bragança, Vila Real, Braga, Guimarães, Famalicão, Póvoa de Varzim, Matosinhos, Penafiel, Porto (ULS São João e ULS Santo António), Vila Nova de Gaia e Santa Maria da Feira, ininterruptamente.











Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho