Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Verão em Braga sabe a Limonada
Cerca de 7 mil crianças integraram programa EducaBicla em Guimarães

Verão em Braga sabe a Limonada

Edna’s Boteco propõe viagem pelos sabores típicos do Brasil

Verão em Braga sabe a Limonada

Braga

2022-08-08 às 19h12

Redacção Redacção

Concertos decorrem de 15 a 22 de Agosto e vêm acompanhados de refrescantes bebidas

Citação

Está a chegar a Braga o evento mais refrescante e sumarento deste Verão. Limonada é o novo programa musical que vai decorrer entre 15 e 22 de Agosto, na Avenida Central e que promete bafejar a cidade com novos “aromas” musicais.

Ao longo de oito dias, oito bandas de Braga sobem ao palco para um programa único, num ambiente descontraído, jovem, divertido e urbano.

E enquanto se desfruta desta atmosfera musical, o público será convidado a saborear refrescantes limonadas, apoiando uma iniciativa solidária, que estará a cargo do Instituto D. João Novais e Sousa e cujos fundos irão reverter na totalidade para a instituição.

Do pop-rock ao rock progressivo, os concertos convidam o público a uma viagem pelas bandas emergentes da cidade.

Na segunda-feira, o palco pertence aos “Omie Wise”, na terça-feira “Homem em Catarse”, quarta-feira é a vez de “Cavalheiro” se apresentar ao público bracarense. Quinta-feira sobe ao palco “Imploding Stars” e na sexta-feira “Filipe Palas”. O fim-de-semana fica marcado pelas atuações de “Pela Estrada com Elis”, no sábado e “Quadra”, no domingo. O último dia do evento apresenta “ORBIT”.

Diz o ditado que “Se a vida te dá limões faz Limonada”. E neste verão, o município de Braga segue estas palavras à letra e convida o público para um programa de concertos repleto de sumo.



Limonada

15 A 22 DE AGOSTO DE 2022

Avenida Central



15 de agosto | 21h30

Omie Wise

Foi em 2017 que os OMIE WISE decidiram quebrar o silêncio e mostrar-se ao mundo.

Omie Wise cunham a expansão exacerbada da canção folk à luz de texturas e arranjos característicos dos primórdios do progressivo e psicadélico.

16 de agosto | 21h30

Homem em Catarse

Homem em Catarse, desde 2013 o projeto a solo do multi-instrumentista e compositor Afonso Dorido, lançou em 2021 o terceiro longa-duração - sete fontes -, fruto de uma residência artística (trabalho da casa) no gnration (Braga).

Num período de catarse e intermitências, o Homem em Catarse viu-se defronte de um piano e descobriu-se a tocar serenamente, calcorreando lugares de Braga, reais e imaginários. O surpreendente disco - disponível nas plataformas digitais e com edição em cd, k7 e vinil - foi destacado entre os melhores de 2021 para a SBSR, RUC, Blitz, Mesa de Mistura, A Certeza da Música, GlamMagazine, Antena Minho, Portugal Rebelde, No Solo Fado.

Ao vivo a sua música atinge o limite da intensidade. E uma vez mais, ao fazer-se à estrada, demonstra a sua versatilidade e capacidade de inebriar o público.

17 de agosto | 21h30

Cavalheiro

O Cavalheiro é Tiago Ferreira. Nascido no Porto, criado em Santo Tirso e exilado em Braga. Edita o seu primeiro EP homónimo em 2009, ano em que também se estreia ao vivo. Desde então tem lançado trabalhos com regularidade: “Primeiro” (LP, 2010), “Farsas” (EP, 2011), “Ritmo Cruzeiro” (EP, 2012), “Trégua” (EP, 2013), “Mar Morto” (LP, 2015), "Falsa Fé" (LP, 2018) e “Ninguém Me Avisou” (2019), single com a participação de Xana, vocalista dos Rádio Macau. Neste momento encontra-se a apresentar o mais recente trabalho – “Ilha Digital”.

18 de agosto | 21h30

Imploding Stars

Na música instrumental dos Imploding Stars não há voz nem palavras definidas, só emoções e viagens ao íntimo de cada um de nós, para que cada ouvinte possa arrebatar uma sonoridade que lhe poderá ser uma memória. Em Riverine viajam pela vida humana, do nascimento à morte e mais além. Na sua discografia contam também com A Mountain and a Tree , Mizar & Alcor do documentário From Earth to Universe ou participação na coletânea T(h)ree – Vol. 5.



19 de agosto | 21h30

Palas

Conhecido pelas interpretações em Smix Smox Smux e Máquina del Amor, Filipe Palas, vocalista e guitarrista, despe-se e dá a conhecer o seu novo projeto, desta feita, a solo. Fruto da necessidade de expressão, o projeto Palas assemelha-se a um diário privado ou a uma sessão de psicoterapia; uma mistura de memórias e delírios que fazem do projeto Palas um espelho de Filipe Palas. O Intenso humor e sarcasmo são acompanhados de ironia e deboche, perfeitamente embebidos de rock n’roll por todos os lados. Antes, porém, uma introdução conceptual que dá o mote para o restante disco: vai sair da pele, vai ser pessoal e intenso.

As guitarras sónicas dão origem a clarinetes, em devaneios onde as portas da perceção são propositadamente difusas, como se estivéssemos num sonho alcoólico, num orgasmo de sensações e de memórias.

20 de agosto | 21h30

Pela estrada com Elis

Alex Liberalli faz uma homenagem a quem foi uma das maiores intérpretes brasileira, “Elis Regina”. Para tal convidou os músicos, Rodrigo Peixoto na Guitarra, o Baterista Aury Santos, o Baixista Filipe Enes e o pianista João Mascarenhas Faria, para acompanhá-la nesta viagem de emoções.

Temas como: Águas de Março, Upa Neguinho, O Bêbado e o Equilibrista, Velha Roupa Colorida, Casa no Campo , Fascinação, Romaria, Agora Tá, Bala com Bala, Madalena, Querelas do Brasil, Maria Maria, Nada Será com Antes, entre outros, fazem parte do repertório deste concerto.

21 de agosto | 21h30

QUADRA

QUADRA é um projeto formado por Sérgio Alves (baixo), Gonçalo Carneiro (guitarra), Hugo Couto (bateria), Sílvio Ren (guitarra) e Lucas Palmeira (sintetizadores) editaram em 2018 o seu primeiro disco de estúdio, “Cacau”.

Os QUADRA encontram-se local quente e exótico onde a convergência de estilos é o combustível perfeito de uma sonoridade intensa, vibrante, e capaz de transformar qualquer ouvinte num inesperado bailarino.

“Cacau” foi incluído na lista dos melhores álbuns nacionais do Santos da Casa – Ruc, Threshold Magazine , Headliner, Produto Interno Brutal e Chupa-me o Alternativo e em listas de melhores músicas dos ano.

Em 2018, com o lançamento do primeiro álbum "Cacau, assinalaram a sua presença no Festival Vodafone Paredes de Coura, Indie Music Fest, Gerês Rock Fest entre outros.

A banda lançou em 2019 o seu segundo álbum, Chili, - gravado na Mobydick Records fruto de uma residência artística no gnration – que completa o seu ADN com a sua apresentação na música orientada e influenciada pela eletrónica com uma vertente disco, um olhar futurista e com ritmos provenientes dos locais quentes e exóticos da nossa imaginação, priorizando a essência dançável das suas composições.

22 de agosto | 21h30

ORBIT

O ORBIT é um projeto educativo dinamizado pela Cosmic Burger e que incide em quatro zonas residenciais de Braga (Bairros do Carandá, Fujacal, Enguardas e Andorinhas).

Através da linguagem universal que é a música, pretende-se a a capacitação de jovens músicos, através de formações com um leque diverso de profissionais da área que resultem na produção e cocriação de um trabalho discográfico.

Cláudio Kudima, Alexandre Silva, Leonor Fonseca, António Queiroz, Marcela Mencari, André Mario, André Brás e Pedro Costa, são os jovens artistas que subirão ao palco do Limonada para apresentar pela primeira vez alguns dos temas produzidos ao longo do projeto.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho