Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Viana do Castelo apoia criação de Centro de Interpretação de S. Bartolomeu dos Mártires
Programa ´Descentrar´ promove património cultural de Braga

Viana do Castelo apoia criação de Centro de Interpretação de S. Bartolomeu dos Mártires

Plataforma do Mapa Social contém georreferenciação de todas as iniciativas sociais do Concelho

Viana do Castelo apoia criação de Centro de Interpretação de S. Bartolomeu dos Mártires

Alto Minho

2021-05-14 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

O executivo municipal de Viana do Castelo, liderado por José Maria Costa, aprovou, ontem, por unanimidade, o Protocolo de Protecção/Conservação do Património Cultural que vai apoiar a criação do Centro de Interpretação.

O executivo municipal de Viana do Castelo, liderado pelo autarca José Maria Costa, aprovou ontem, por unanimidade, o Protocolo de Protecção/Conservação do Património Cultural – Valorizar o Património Cultural através do qual a Câmara Municipal de Viana do Castelo apoia a criação do Centro de Interpretação São Bartolomeu dos Mártires.
O Município vai apoiar financeiramente a Fábrica da Igreja de Nossa Senhora de Monserrate com uma verba de 90 mil euros “para obras de conservação de retábulos, requalificação e adaptação de espaços e projecto museológico com equipamentos necessários do Centro de Interpretação S. Bartolomeu dos Mártires”.

Na proposta, apresentada pelo Presidente da Câmara, lê-se que, em sequência do protocolo estabelecido entre a autarquia e a Fábrica da Igreja de Nossa Senhora de Monserrate, os objectivos passam pelo desenvolvimento de hábitos culturais e fruição artística dos cidadãos, bem como estimular os públicos de infância e juventude para as artes cénicas contemporâneas e sensibilização dos educadores para a integração destes conteúdos.
O protocolo visa ainda a qualificação, conservação e valorização dos equipamentos e edifícios de valor patrimonial existentes, assim como a conservação da Ala da Nossa Senhora do Rosário/Igreja Santa Cruz e obras e trabalhos do projecto de musealização do Centro de Interpretação / Núcleo Museológico de S. Bartolomeu dos Mártires.

Recorde-se que São Bartolomeu dos Mártires distinguiu-se pela sua relevante intervenção no Concílio de Trento e ficou conhecido pelo cariz reivindicativo e simples. A 23 de Fevereiro de 1582 renunciou ao arcebispado e recolheu-se ao convento dominicano da Santa Cruz, também conhecido por Igreja de São Domingos, em Viana do Castelo, nascido por seu empenho em 1561 para favorecer os estudos eclesiásticos e a pregação.
Morreu nesse convento a 16 de Julho de 1590, reconhecido e aclamado pelo povo como o ‘Arcebispo Santo’, pai dos pobres e dos enfermos. O seu túmulo, situado no altar da Igreja de S. Domingos, é, por isso, ainda hoje venerado.

Foi declarado venerável por Gregório XVI em 23 de março de 1845. O Papa João Paulo II reconheceu em 7 de julho de 2001 o milagre proposto para a sua beatificação, celebrada a 4 de novembro desse ano: dia litúrgico de S. Carlos Borromeu, com quem trabalhou arduamente na prossecução dos objectivos do Concilio de Trento. A Igreja evoca-o a 18 de Julho.
A 6 de Julho de 2019 foi feito o anúncio da canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires. A 10 de novembro desse mesmo ano o Papa Francisco assinalou no Vaticano a canonização de frei Bartolomeu dos Mártires, que apresentou como “grande evangelizador e pastor”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho