Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Viana do Castelo celebra canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires
Presidente do Gil Vicente enaltece trabalho de Vítor Oliveira

Viana do Castelo celebra canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires

Cidade Europeia do Desporto “valeu claramente a pena”

Viana do Castelo celebra canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires

Alto Minho

2019-11-11 às 23h30

Redacção Redacção

Igreja de São Domingos acolheu vigília de oração em ação de graças pela canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires.

A Igreja de São Domingos encheu-se de fiéis que quiseram participar na vigília de oração em ação de graças pela canonização de Frei Bartolomeu dos Mártires, num momento que contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo. José Maria Costa afirmou, na vigília, que não são apenas as dioceses do Norte “que estão em festa, mas toda a igreja em Portugal”.

Ao longo da vigília fora lidos trechos da obra «Estímulo de Pastores», da autoria de São Bartolomeu dos Mártires e, no final, as relíquias do novo santo português foram veneradas.
Frei Bartolomeu dos Mártires nasceu em Lisboa a 3 de maio de 1514 e é recordado como um modelo de dedicação à Igreja Católica e aos mais carenciados. A nível internacional, afirmou-se como uma das vozes de referência no Concílio de Trento, num momento em que a Igreja Católica estava confrontada com a Reforma Protestante.

A 23 de fevereiro de 1582 renunciou ao arcebispado e recolheu-se ao convento dominicano da Santa Cruz, também conhecido por Igreja de São Domingos, em Viana do Castelo, nascido por seu empenho em 1561 para favorecer os estudos eclesiásticos e a pregação. Morreu nesse convento a 16 de julho de 1590, reconhecido e aclamado pelo povo como o "Arcebispo Santo", pai dos pobres e dos enfermos.

O seu túmulo situado no altar da Igreja de S. Domingos é, ainda hoje venerado e respeitado por uma população que não esquece o homem que foi um pregador, teólogo e pastor exemplar, passando uma grande parte da sua vida em visitas pastorais, sem esquecer os mais desfavorecidos.

Recorde-se que, no mês de maio, o Município de Viana do Castelo apresentou um fac-símile que assinalou os 400 anos da 1ª edição da obra “VIDA DE DOM FREI BERTOLAMEV DOS MARTYRES”. A obra original, datada de 1619 e da autoria de Frei Luís de Sousa, foi assim reeditada pela Câmara Municipal, num sinal de que o povo de Viana não esquece o Frei.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.