Correio do Minho

Braga,

- +
Vila Verde participou no IV Fórum Nacional para a Diversidade e Inclusão
Solar das Bouças vai receber artistas de outros países

Vila Verde participou no IV Fórum Nacional para a Diversidade e Inclusão

Vasco Seabra: “Não existe conforto mas vontade de ganhar”

Vila Verde participou no IV Fórum Nacional para a Diversidade e Inclusão

Cávado

2021-02-28 às 17h16

Redacção Redacção

Coube à Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, a apresentação da temática “Desafios na Implementação de Práticas RS com Impacto na D&I/ O Impacto da Pandemia e do Teletrabalho”

O Município de Vila Verde participou no IV Fórum Nacional para a Diversidade e Inclusão , intitulado “Olhares Sobre a Diversidade e Inclusão”, em dois painéis subordinados aos temas “Desafios na Implementação de Práticas RS com Impacto na D&I/ O Impacto da Pandemia e do Teletrabalho” e “Da Transição à Inclusão: Desafios e Oportunidades” ,no painel “Da Transição à Inclusão: Desafios e Oportunidades”.

Coube à Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, a apresentação da temática “Desafios na Implementação de Práticas RS com Impacto na D&I/ O Impacto da Pandemia e do Teletrabalho” onde se debruçou em torno do projeto “Férias + Iguais”, no âmbito do Plano Municipal para a Igualdade de Género, numa perspetiva de conciliação da vida profissional, pessoal e familiar dos colaboradores/as e o projeto “SANUS”, que visou a prevenção da saúde mental, tendo em vista o bem-estar dos/as colaboradores/as em locais de trabalho saudável, duas boas práticas implementadas pela Câmara Municipal de Vila Verde.


O Projeto “Tardes Digitais” inseriu-se no painel “ Da Transição à Inclusão: Desafios e Oportunidades” apresentado por José Ismael Graça, Coordenador da Casa do Conhecimento de Vila Verde.

“Tardes Digitais”, é um projeto de inclusão na Sociedade da Informação com o grande propósito de promover condições de igualdade no acesso às tecnologias digitais, contribuindo para a inclusão digital e consequente inclusão social, dirigido a seniores e a pessoas com necessidades especiais. É um projeto desenvolvido colaborativamente entre a Casa do Conhecimento de Vila Verde, o Serviço da Ação Social do Município e a Escola Secundária de Vila Verde, em que os monitores se organizam por grupos de alunos e voluntários desta escola sob a orientação de um do professor.


A Câmara Municipal de Vila Verde é desde 2017, signatária da Carta Portuguesa para a Diversidade entendida como “um dos instrumentos voluntários criados com o objetivo de encorajar os empregadores a implementar e desenvolver políticas e práticas internas de promoção da diversidade. (…) consiste num documento curto assinado de forma voluntária por empregadores de vários setores (público, privado com e sem fins lucrativos). Descreve medidas concretas que podem ser tomadas para promover a diversidade e a igualdade de oportunidades no trabalho independentemente da origem cultural, étnica e social, orientação sexual, género, idade, caraterísticas físicas, estilo pessoal e religião.” (in, Carta para a Diversidade)

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho