Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Vizela homenageia ‘lutadores’ da autonomia
Empresas foram distinguidas nos prémios Empreendedor XXI

Vizela homenageia ‘lutadores’ da autonomia

Câmara recebeu alunos do CRFP da CERCIGUI

Cávado

2019-03-20 às 06h00

Isabel Vilhena

O município de Vizela comemorou ontem o seu 21.º aniversário, assinalando a luta pela autonomia administrativa do concelho que viu o seu objectivo alcançado a 19 de Março de 1998. Manuel Campelos e o povo de Vizela foram os homenageados.



Manuel Campelos, fundador e líder do movimento para a restauração do concelho de Vizela foi um dos homenageados, a título póstumo, pelo município que ontem ergueu um monumento e alterou a toponímia em homenagem a Manuel Campelos que passa a designar-se Avenida Manuel Campelos.
O povo de Vizela foi também homenageado com um monumento na cidade, numa cerimónia carregada de sentimento e simbolismo no dia que o município comemorou 21 anos, assinalando a luta pela autonomia administrativa que viu, finalmente, o seu objectivo alcançado a 19 de Março de 1998.
Vitor Hugo Salgado, presidente da Câmara Municipal de Vizela, assinalou que estas duas homenagens “vieram corrigir dois erros históricos” à figura “ímpar” de Manuel Campelos, um dos mais proeminentes nomes da nossa luta autonómica” e ao povo de Vizela.
Uma homenagem apreciada por Rui Campelos, filho de Manuel Campelos, afirmando que “só peca por ser tardia”, confessando que “gostaria que estivesse aqui connosco, mas faleceu em Agosto do ano passado”, porém, manifestou o desejo que “no futuro fosse recordado como o homem lutador e que conseguiu unir todos, sem cores partidárias, em torno da causa de Vizela”.
A causa vizelense pela luta da autonomia administrativa foi igualmente perpetuada num monumento que “identifica os vizelenses como lutadores, apaixonados e orgulhosos por pertencerem à sua terra”. Um monumento “único” onde se insere um espaço de memória onde cada vizelense poderá escrever num manuscrito o nome de uma pessoa que tenha contribuído para a emancipação de Vizela, afirmou Vitor Hugo Salgado relevando que o nome que escreveu hoje foi José Manuel Pinto Marques, “um homem do povo que merece o nosso reconhecimento”. José Manuel Pinto Marques integrou o movimento de jovens, sem cor política, que lutou pela emancipação do concelho. “Não aceitava directrizes de nenhum partido e só assim conseguimos a grandeza desta luta”.
António Moniz Palme foi um dos responsáveis pela aprovação da restauração do concelho de Vizela no Parlamento, um momento que recorda “com alguma emoção”, confessando que “houve uma altura que tinha grandes remorsos que tinha criado uma expectativa à população e que não tinha conseguido. Demorou muito tempo, mas conseguimos”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.