Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Workshop do processo de Certificação da Torta de Viana reuniu profissionais do setor
Guimarães: Câmara atribui vales para dinamizar e incrementar comércio e restaurantes de todo o concelho

Workshop do processo de Certificação da Torta de Viana reuniu profissionais do setor

Projecto agrícola da Valoriza premiado

Workshop do processo de Certificação da Torta de Viana reuniu profissionais do setor

Alto Minho

2020-10-26 às 11h11

Redacção Redacção

A Câmara Municipal de Viana do Castelo, no âmbito de uma Candidatura das Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, do Ave e do Cávado, no contexto da atribuição do Galardão da Região Europeia da Gastronomia ao Minho, está a desenvolver o processo de Certificação da Torta de Viana, um “ex-libris” da doçaria tradicional de Viana, confecionada à base de creme de ovo, farinha e açúcar.

O Café Concerto do Teatro Municipal Sá de Miranda acolheu hoje um workshop no âmbito do processo de certificação da Torta de Viana, de modo a valorizar e promover este produto endógeno de Viana do Castelo. O encontro foi dirigido a empresários e colaboradores do setor da restauração, no sentido de melhorar a apresentação da Torta de Viana e promover a sua ligação aos produtos vínicos locais.
A Câmara Municipal de Viana do Castelo, no âmbito de uma Candidatura das Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, do Ave e do Cávado, no contexto da atribuição do Galardão da Região Europeia da Gastronomia ao Minho, está a desenvolver o processo de Certificação da Torta de Viana, um “ex-libris” da doçaria tradicional de Viana, confecionada à base de creme de ovo, farinha e açúcar.
Esta certificação prende-se com a necessidade de preservar a receita tradicional de um doce que tem associado a si o nome de Viana do Castelo, de modo a valorizar e promover este produto endógeno.
Na rica e vasta doçaria de Viana do Castelo, destaca-se esta torta, de origem conventual, muito apreciada por toda a região e uma das receitas mais afamadas de Portugal. A torta de Viana é feita com um inconfundível recheio de doce de ovos e tradicionalmente polvilhada com açúcar.
A receita terá aparecido oriunda do Convento de Santa Ana de Viana do Castelo, em 1505. As primeiras freiras eram Clarissas e teriam vindo do Mosteiro de Vila do Conde onde já eram renomadas artistas doceiras.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho